Por que razão os jovens se interessam por Criptomoedas?

Os debates sobre a evolução da criptoeconomia estão atingindo diferentes esferas. Enquanto as criptomoedas seguem como protagonistas no cenário da renda variável, outros elementos desse universo vêm impactando a sociedade em diversas escalas.

É o caso dos NFTs, que estão transportando a tecnologia dos ativos digitais a setores que nunca se viram inseridos nesta disrupção, como arte, música, moda, bebidas, entre outros. E qual o seu impacto? À semelhança dos jogos online ou das apostas em sites como 22Bet login, este tipo de mudanças económicas tem um forte apelo nos mais jovens.

“Os NFTs são um tipo de tokens criptográficos que representam algo único no mundo e que não possui um valor predefinido, mas sim subjetivo. São tokens que não podem ser trocados como as criptomoedas, mas comprados e vendidos a partir de lances ou ofertas”, explica Rodrigo Soeiro, fundador da Monnos, primeiro cryptobank do Brasil.

NFT vem da expressão em inglês non-fungible token, que significa token não fungível. “Para que um token seja classificado como não fungível, o seu criador o faz sob um protocolo onde o registro é detalhado de sua propriedade e histórico. Assim, a sua diferenciação, origem e demais aspectos ficam registrados no blockchain.

 

Um NFT é um ativo que apresenta características únicas, não há como existir dois NFTs iguais no mundo, uma vez que cada um possui um hash digital próprio”, complementa o especialista.

Atualmente, os NFTs são mundialmente conhecidos por proporcionarem compras de obras de arte virtuais, mas também possibilitam a posse total de outros bens digitais, como roupas, músicas, terrenos, entre outros. Alguns modelos de negócios baseados em NFTs já existem, como é o caso dos jogos Axie Infinity, Decentraland e The Sandbox, e da empresa RTFKT, que comercializa ténis para avatares e foi adquirida recentemente pela Nike.

“O que se vê é uma revolução provocada por esse tipo de criptoativo, que impacta não apenas o setor de entretenimento, mas também games, moda, bebidas, imobiliário, financeiro e muitos outros. Os NFTs estão se mostrando tão grandes que até mesmo a criptoeconomia, que já é uma disrupção, se viu surpreendida.

Aliás, NFT foi um dos termos mais pesquisados no Google em 2021, e uma pesquisa feita pela exchange crypto.com mostrou que pelo menos 50% das pessoas que ainda não atuam com cripto gostariam de comprar NFTs. Ou seja, há um novo mercado a se explorar”, conclui Soeiro.

 
Gonçalo Sousa
Gonçalo Sousa

Sou o fundador da Beat Digital, agência de marketing digital que executa Projectos 8 Ps, assim como do Blog Estratégia Digital, que foi criado em 2013 com o objectivo de estimular o estudo de marketing digital em língua portuguesa. Sou jornalista de formação, mas encontrei nesta área multi-disciplinar uma nova linguagem de comunicação que pratico diariamente com muito entusiasmo.

Artigos: 94

Responder

O seu endereço de email não será publicado.