Home / Estratégia Digital /

5 pontos que provam a importância das redes sociais para as empresas

redes sociais para empresas

5 pontos que provam a importância das redes sociais para as empresas

Todo o cenário de marketing assistiu a uma mudança brusca quando as redes sociais chegaram ao mercado e a sua utilização se massificou. Se tivermos em consideração que a primeira rede social a causa grande impacto foi o Facebook e que, depois disso, se seguiu uma avalanche de estratégias digitais e redes sociais, então podemos remontar ao ano de 2004, quando Mark Zuckerberg lançou o site.

A nível de Marketing, novas vias de comunicação foram abertas, vias essas que permitiam chegar onde antes era impossível ou muito complicado. Agora as agências têm ao seu dispor ferramentas poderosas e fáceis de trabalhar onde se podem aproximar do público e fazer-lhe chegar conteúdo numa questão de segundos, esteja a pessoa em que parte do mundo estiver.

Antes de passarmos para a análise da importância das redes sociais para as empresas, vamos ter em consideração o seguinte: as pessoas que estão nas redes sociais inscreveram-se nestes sites por razões pessoais. É aí que interagem com os seus amigos, que comentam notícias do dia-a-dia, que fazem as suas próprias notícias partilhando fotografias das férias ou do jantar. No entanto, perante esta comunidade pessoal, há espaço para as marcas.

Se ainda não está a usar as redes sociais – e quando falo em “usar” não me refiro apenas a ter criado uma conta – está na altura de pôr mãos à obra. Uma estratégia para social media, otimizada para interagir em várias frentes e conseguir a atenção do público pode ser essencial para o seu negócio em múltiplos sentidos.

5 pontos que provam a importância das redes sociais para empresas

Conduzir tráfego

Muitos programadores ou gestores de sites queixam-se de um problema: ninguém parece estar a visitar o seu site. Mesmo aqueles que já registam algum tráfego vão querer ter mais. As redes sociais intervêm diretamente neste aspeto, sobrepondo-se facilmente aos referrals feitos a partir de outros sites. Sim, é verdade, por norma há mais utilizadores a chegar a sites através das redes sociais… e a permanecer mais tempo na página!

Impulsiona o Search Engine Optimization

A presença de um site numa rede social pesa muito para as métricas que avaliam o Search Engine Optimization. À medida que uma página de fãs cresce e começa a tornar-se forte dentro do próprio ranking do Facebook, as probabilidades de ser indexado nos resultados de pesquisa do Google aumentam. Isto vem apenas a provar o que muitos especialistas defendem há anos: torna-se cada vez mais impossível fazer orgânica e social media em separado.

Interação com o público

Este é um dos maiores trunfos das redes sociais e uma das principais razões por que deve investir neste meio. É possível trabalhar diretamente com o público através das redes, respondendo a comentários que tenham feito nas nossas publicações, por exemplo, ou incentivando-os a comentar e chamarem amigos. E, por falar em amigos, a marca parece tornar-se apenas mais um amigo do consumidor, comportando-se como tal ao colocar-se no mesmo nível.

Branding

Uma vez que cada página de fãs é única, os negócios podem dar às suas marcas uma personalidade nas redes sociais. A forma como interagem, como olham e percecionam a página e como absorvem todas as características gerais da marca pode criar um insight positivo que, no futuro, conduza a uma compra. Como dissemos acima, é a estratégia de humanizar a marca e de a colocar entre o público como se fosse mais um dos contactos do potencial consumidor.

Mobile

Sabiam que hoje a maior parte da atividade a acontecer nas redes sociais é feita através de smartphones? Vivemos numa era cada vez mais móvel, onde a Internet anda connosco na rua, no autocarro ou na fila de pagamento do supermercado. Assim sendo, não se admire se o tráfego mobile do seu site aumentar a partir do momento em que usar as redes sociais. Este será um bom indicador, já que prova que o seu espaço tem valor o suficiente para ser visto em movimento. Mas atenção! Tenha o cuidado de tornar o seu site responsive.

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *