Home / Consultoria Empresarial /

6 planos de negócios para controlar o futuro do seu projeto

planos de negócios

6 planos de negócios para controlar o futuro do seu projeto

Muitos empreendedores ou responsáveis por projectos nem sempre reconhecem o valor dos planos de negócios ou têm sequer uma percepção da importância de tais documentos. Por essa razão, hoje percebi que estava na altura de falar um pouco sobre este tipo de documentos e de apresentar, um por um, os diferentes tipos de planos que existem e podem ser desenvolvidos.

Antes de mais, há que responder à grande pergunta: o que é um Plano de Negócio? O Plano de Negócio é um documento que descreve os objetivos de um negócio e quais os passos que devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas para o empreendedor, empresa ou investidores.

Trata-se de um passo crucial a dar, especialmente se gosta de estar em controlo de tudo o que acontece dentro e fora da sua empresa e que pode afetar o seu desempenho. Estes planos de negócios são construídos a partir da filosofia do projeto e dos objetivos que espera alcançar e, cuidadosamente, são moldados para estruturar a sua ideia e permitir delinear todas as etapas que tem de percorrer para chegar onde quer.

Em termos práticos, os planos de negócios são ainda uma mais-valia, e quase sempre um requisito, se tenciona candidatar-se a um programa de financiamentos. Todavia, para a organização interna e gestão do crescimento da empresa, os Planos de Negócios são imprescindíveis para o ajudar a controlar o futuro da sua empresa e gerir o seu crescimento em todas as suas etapas.

Como poderá ver ao longo dos próximos parágrafos, é fácil perceber cada um dos planos de negócios à sua disposição, visto que a própria designação dada a cada documento é quase, por si mesmo, uma explicação.

6 planos de negócios: qual se adapta melhor às suas necessidades?

Plano Inicial

Como o próprio nome indica, o Plano Inicial  serve para delinear os objetivos do seu negócio, quer esteja já estabelecido no mercado ou não. É aqui que indica que tipo de empresa é a sua, que produto ou serviço comercializa, em que mercado espera atuar e quais são as suas perspetivas para o futuro. Deverá ainda  contemplar e descrever a sua estratégia de implementação e análise financeira, assim como a apresentação da equipa de gestão. Salientamos ainda que é de extrema importância que seja capaz de fundamentar a sua ideia ou produtos e demonstrar ainda a credibilidade da equipa.

Plano de Crescimento

O Plano de Crescimento foca-se numa área específica do seu projeto ou num projeto secundário associado ao principal como, por exemplo, o lançamento de um novo produto ou serviço. Utilizado para apresentar uma expansão da empresa, o Plano de Crescimento deve contar por isso com detalhes financeiros, entre os quais o conjunto de Demonstrações Financeiras planeadas para essa mesma expansão.

Se o seu objetivo é procurar novos investidores, recomendamos ainda que siga um processo semelhante ao do Plano Inicial e faça uma descrição detalhada da equipa de gestão responsável. Porém, procure não impactar negativamente a apresentação do novo projeto com detalhes sobre a realidade atual da empresa. A ideia é apresentar a expansão como um negócio autónomo.

Plano de Reestruturação

Por outro lado, um Plano de Reestruturação conta com um uma estrutura muito semelhante ao dos planos anteriores. A questão aqui é que os objetivos são muito diferentes, tendo em vista lidar com crises e constrangimentos concretos de um determinado negócio.

Este documento será capaz de explicar os problemas existentes, assim como a sua origem e daí formular um Plano de Implementação para a resolução dessa mesma situação. Uma vez mais é crucial que este Plano reflita as competências e experiência da equipa de gestão para atestar a sua credibilidade e das respectivas acções correctivas.

Plano Interno

O Plano Interno procura intervir nas partes que integram a empresa, desconsiderando investidores externos, bancos ou terceiros. A estrutura do plano pode conter ou não descrições detalhadas sobre a empresa e a equipa de gestão: porém, deverá incluir obrigatoriamente planos de ação dirigidos a uma determinada área da empresa como, por exemplo, o plano de lançamento de um Produto, Plano de Marketing, Plano de Qualidade, entre outros.

Plano Estratégico

O Plano Estratégico tem também um cariz interno e foca-se nas decisões de alto nível e no delineamento das principais prioridades de um projeto, em vez de apresentar prazos detalhados e delegar responsabilidades.

Plano Operacional

O Plano Operacional destinado somente para uso interno conta com mais detalhes referentes à implementação de objetivos, datas, “deadlines” e responsabilidades das equipas e dos gerentes. O documento poderá incluir ainda detalhes e definições de ordem técnica, em função da especificidade de cada negócio.

Relembro que no Ecossistema Digital já falei do Modelo Canva detalhadamente, uma ferramenta que poderá ajudá-lo a delinear o seu plano de negócios.

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *