Home / Casos de Sucesso /

Empreendedorismo: afinal, o que é ser um empreendedor?

empreendedorismo

Empreendedorismo: afinal, o que é ser um empreendedor?

O termo empreendedorismo tornou-se especialmente popular nos dias de crise económica. Estimuladas pela necessidade e desejo de passar essa fase negra da economia portuguesa, começamos a ouvir em Portugal, através da Internet e dos meios de comunicação, uma série de histórias sobre negócios de sucesso nas mãos de empreendedores que não tinham medo de arriscar.

Hoje, senti que estava na hora de falar um pouco sobre empreendedorismo para percebermos o que é isto e como se integra nas nossas vidas. É um exercício interessante aquele que faço abaixo e que espero que apreciem. Para começar, achei que seria apropriado citar Augusto Cury numa das minhas citações favoritas do autor.

 

“Ser um empreendedor é executar os sonhos, mesmo que haja riscos. É enfrentar os problemas, mesmo não tendo forças. É caminhar por lugares desconhecidos, mesmo sem bússola. É tomar atitudes que ninguém tomou. É ter consciência de que quem vence sem obstáculos triunfa sem glória. É não esperar uma herança, mas construir uma história… Quantos projetos você deixou para trás? Quantas vezes os seus temores bloquearam os seus sonhos? Ser um empreendedor não é esperar a felicidade acontecer, mas conquistá-la.” – Augusto Cury

 

Sonhos. Projectos. Glória. Estas são palavras facilmente associadas ao empreendedorismo, tal como sublinhou o médico, psiquiatra, psicoterapeuta, doutor em psicanálise, professor e escritor brasileiro Augusto Cury. É curioso que tantas vezes também se associem palavras como Problemas e Riscos ao conceito de empreendedorismo. Então, isto de empreender é uma coisa perigosa, arriscada, pode fazer mal? Vamos lá ver o que diz o dicionário sobre a palavra EMPREENDEDORISMO:

Empreendedorismo é a disposição para identificar problemas e oportunidades e investir recursos e competências na criação de um negócio, projeto ou movimento que seja capaz de alavancar mudanças e gerar um impacto positivo.”

Ok, agora estamos mais perto de conseguir explicar qual a nossa visão do empreendedorismo, mais particularmente na sua vertente digital. Tal como afirma o dicionário consideramos que o acto de empreender surge naturalmente da identificação de dores que existem na sociedade, transformando esse conhecimento em algo que possa não somente satisfazer as necessidades encontradas, mas também gerar lucro com um negócio ou projecto relacionado.

Dito de outra forma, o Empreendedorismo é o estudo dedicado ao desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação e a sua importância está na geração de riquezas, promovendo crescimento, desenvolvimento e mudanças económicas e sociais.

Somente há alguns anos o termo “empreendedorismo” entrou no léxico comum da língua portuguesa. Não que não existissem empreendedores desde sempre, mas sim porque a expressão não era usada. Mas aos poucos entrou para o imaginário nacional e agora é utilizada por várias razões.

Contudo, o empreendedorismo sempre foi importante nas nossas vidas: os empreendedores questionam a realidade e fazem a sociedade evoluir todos os dias em todas as partes do Mundo. Ao criarem soluções para os problemas de outras pessoas, empresas ou de toda a sociedade, habitualmente os negócios de empreendedorismo são os grandes promotores do desenvolvimento.

Até mesmo no contexto digital se fala muito de empreendedorismo. Desde o aparecimento da Internet como força motora da nova economia digital que regula o Mundo, os empreendedores obtiveram novas ferramentas expandindo o campo de acção à semelhança da globalização. Ou seja, se decidir avançar para a criação de uma Loja Online (ou mesmo no caso de já possuir uma) você estará de forma intrínseca a tornar-se um… Empreendedor Digital!

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *