Home / Estratégia Digital /

Influenciadores podem agora identificar posts pagos com mais facilidade

Influenciadores podem agora identificar posts pagos com mais facilidade

Sou um dos primeiros a dizer que plataformas como o Instagram e o Facebook são de facto formidáveis para marcas que se queiram posicionar na Internet e alcançar audiências segmentadas. Graças aos chamados “influencers”, uma determinada marca pode comunicar através de personalidades influentes no Instagram e gerar de imediato um impacto tremendo numa audiência que irá converter para a marca.

O sistema com que isto acontece, por norma, é simples. As marcas reconhecem certos influenciadores seguidos por indivíduos para o qual tinham interesse de comunicar e fazem uma proposta: estaria o influencer disposto a promover um produto da marca na sua conta, fazendo uma publicação a recomendá-lo? Isto pode acontecer de muitas formas, claro. Há influencers que o fazem de livre vontade, recebendo a amostra gratuita. Outros cobram valores antes de ceder espaço na sua conta pessoal.

De uma forma ou outra, a verdade é que conteúdo promovido por influenciadores resulta e resulta muito bem. Mas há um detalhe que não deve ficar de fora: a identificação de tal conteúdo. Como acontece com todo o conteúdo publicitário – ou deveria acontecer – tais mensagens devem ser identificadas como publicidade para que o público não seja “enganado”. Isto nem sempre acontece.

Novas regras para influenciadores no Instagram

Ciente desta mesma realidade, o Instagram lançou uma nova funcionalidade que permite classificar com mais facilidade certos conteúdos que são, na verdade, promoções pagas, dando um passo que disse ser em direção à transparência numa área que tem chamado a atenção de autoridades dos Estados Unidos.

O endosso de produtos tornou-se mais comum no Instagram, a rede social que pertence ao Facebook, à medida que celebridades e outras pessoas com muitos seguidores na rede social começaram a fechar acordos para falar bem de roupas, alimentos e outros itens.

As pessoas que promovem produtos, conhecidas dentro da indústria como “influenciadores”, são obrigadas nas regras da publicidade verdadeira a informar os fãs sobre a sua compensação, de acordo com a Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC). Não está claro quantos o fazem.

O Instagram disse em nota que começará a permitir que as pessoas que publicam uma imagem adicionem um rótulo “parceria paga com”, que aparecerá acima da foto. Os utilizadores podem por isso adicionar essas divulgações logo depois de publicarem uma fotografia,

“À medida que mais e mais parcerias se formam no Instagram, é importante garantir que a comunidade seja capaz de reconhecer facilmente quando alguém que segue é pago para publicar conteúdo”, afirmou a empresa.

A tag seria voluntária, de acordo com uma fonte do Instagram, que acrescentou, no entanto, que espera que a mesma seja usada porque alguns utilizadores a solicitaram. Há já algum tempo que o Instagram tinha demonstrado intenções de desenvolver uma política sobre endossos pagos com base em parte no feedback que recebe sobre o rótulo. A política incluiria algum tipo de execução, mas os detalhes ainda têm de ser discutidos e devidamente determinados.

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *