Home / Estratégia Digital /

5 Ideias para criar Marketing de Conteúdo para a sua empresa

criar marketing de conteúdo

5 Ideias para criar Marketing de Conteúdo para a sua empresa

Há uns tempos falei de Marketing de Conteúdo para apresentar algumas razões para o começar a usar. Hoje, no entanto, o enfoque que pretendo dar a este artigo é ligeiramente diferente: está na hora de apresentar casos práticos para que possa criar marketing de conteúdo.

Antes de avançar, deixe-me definir rapidamente o que é isto do marketing de conteúdo, no caso de nunca ter ouvido falar do conceito. O Content Marketing Institute, um recurso online que reúne informações sobre esta estratégia de marketing, define o marketing de conteúdo da seguinte forma: O marketing de conteúdo é uma técnica de marketing para criar e distribuir conteúdo valioso, relevante e consistente, capaz de atrair e adquirir uma audiência claramente definida – com o objetivo de direcionar a ação para o cliente de forma rentável. Tenha esta definição bem em mente.

A palavra-chave nesta definição é “valioso”. Se o conteúdo não tiver valor, então esqueça, não passa de “palha”. Basta olharmos à nossa volta para encontrarmos determinados tipos de conteúdo como, por exemplo, anúncios publicitários que têm valor. Numa realidade onde a publicidade se assume cada vez mais como um incómodo e onde é possível contorná-la com plugins como AdBlock ou passando à frente os anúncios televisivos, torna-se premente criar conteúdo valioso. Conteúdo pelo qual o consumidor estaria até disposto a pagar para consumir.

É claro que isto funciona para os dois lados. O Marketing de Conteúdo assume um grande papel para o público, sim, mas também é valioso para si, a pessoa que está a criar marketing de conteúdo e que espera criar uma base de seguidores.

5 formas de criar marketing de conteúdo

Existem tantos tipos de Marketing de Conteúdo quanto tipos de conteúdo – mais do que aqueles de que vou falar nos próximos parágrafos. No entanto, a minha intenção não é descarregar aqui uma quantidade absurda de informação, mas sim dar uma introdução acerca de marketing de conteúdo e dar-lhe algumas ideias acerca de como o pode criar. Como o conteúdo não necessita de ser apenas textual, incluí algumas opções que não envolvem a produção de texto.

Infografias

Todos conhecemos infografias. As infografias são geralmente imagens longas e verticais que incluem estatísticas, gráficos e outras informações. Se precisar de alguns exemplos para entender o que são infografias, pode consultar este post. A ideia que importa reter é que a infografia pode ser efetiva na medida em que, se for boa, pode-se tornar viral em redes sociais e publicada em sites durante anos.

Para criar uma infografia, pode recorrer ao trabalho profissional de um designer ou pode tentar você mesmo criar esta imagem através de ferramentas como o Canvas, que conta já com templates próprios para desenvolver este tipo de conteúdo.

Site e blog

Ao falarmos de Marketing de Conteúdo, pensamos automaticamente em conteúdo textual devidamente otimizado com técnicas de Search Engine Otimization (SEO). O conteúdo textual otimizado com as palavras-chave mais pesquisadas do Google e motores de pesquisa associados é uma excelente forma para canalizar mais tráfego para o seu negócio. Ao produzir uma quantidade considerável de conteúdos, o Google irá reconhecer tais conteúdos e o seu valor e atribuir-lhes um Page Rank.

Mais tarde, o valor do seu Page Rank irá determinar em que posição surgem os seus conteúdos quando um utilizador do Google faz uma pesquisa usando uma palavra-chave relacionada com tal conteúdo.  Isto significa que, tendo bom conteúdo, pode figurar entre as primeiras posições dos resultados do Google sem ter de pagar links patrocinados.

Podcasts

Michael Hyatt, autor do livro best-seller Platform: Get Noticed in a Noisy World, cria Marketing de Conteúdo sob a forma de podcasts. O seu podcast This is Your Life é descarregado cerca de 250 mil vezes por mês. “Um podcast dá visibilidade num mundo completamente diferente – principalmente o iTunes. Tive dezenas de pessoas novas a dizer que nunca ouviram falar de mim até tropeçarem no iTunes“, escreveu Hyatt no seu blog.

Mas uma vez mais, a regra do valor é sempre importante: nos seus podcasts, Hyatt oferece informações de valor, tal como conselhos, e tudo isto sem preço algum. Os podcasts, por sua vez, consolidam a sua posição como referência no mercado do Marketing e impulsionaram um aumento na venda dos seus livros.

Videos

O crescimento do YouTube e a proliferação de redes sociais como Instagram e Snapchat resultaram num aumento dos conteúdos em vídeo. Por isso mês, Gary Vaynerchuk, um mestre em marketing de conteúdo, começou a usar vídeo online para promover a loja de vinhos da sua família. Através desses vídeos e outros de marketing digital, acabou por crescer até formar um império avaliado em 45 milhões de dólares americanos.

Os vídeos e podcasts  são uma forma de marketing de conteúdo amplamente inexplorada porque as pessoas pensam que é caro e difícil. Mas com a queda do custo do equipamento de qualidade profissional, criar conteúdo de áudio e vídeo de alta qualidade é mais fácil do que nunca. O marketing de conteúdo de vídeo amador foi usado para vender liquidificadores, lançar novos produtos dentários e comercializar serviços de consultoria de vistos em Hong Kong. Todos o podem fazer, até você.

Livros e e-books digitais

Tal como acontece com os vídeos, as marcas pensam muitas vezes em vender livros ou e-books, mas os comerciantes experientes não vendem livros apenas para vender livros, eles vendem livros como ferramentas de marketing. O manual de vendas do Michael Port, Book Yourself Solid, é uma ótima leitura para empresários, mas é também grande responsável por gerar tráfego e atenção para o autor. E isto diz muito acerca do que pode fazer também: porque não criar um e-book?

Hoje publicar um livro é extremamente fácil e pode não ter sequer custos monetários se o vender digitalmente. Por essa razão, publique o seu próprio livro e, mesmo que as pessoas não o leiam, use-o como uma forma de marketing de conteúdo.

Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *